DESEMPENHO AGRONOMICO DAS CULTIVARES CONTENDER E AMARELO JAPONÊS SOB DIFERENTES REPOSIÇÕES HÍDRICAS

Palavras-chave: Cultivo. Cerrado. Influência da irrigação. Feijão-vagem.

Resumo

O uso de cultivares apropriadas às características edafoclimáticas de uma região, proporciona segurança aos agricultores, facilitando a obtenção de crédito para o financiamento do cultivo e melhorando a cotação do produto no comércio local. Este trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho agronômico, das cultivares arbustivas de feijão-vagem “Contender” e “Amarelo Japonês” em reposição hídrica (RH) de 25; 50; 75; 100 e 125% da evaporação do evaporímetro de Piché cultivadas no Cerrado. O experimento foi instalado na área experimental da Universidade Estadual de Goiás Câmpus Ipameri. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados. Foi realizada a semeadura em maio de 2017, com tratamentos distribuídos em esquema de parcelas subdivididas, tendo nas parcelas as reposições hídricas e nas subparcelas as cultivares, com 3 repetições. As variáveis analisadas foram: altura; diâmetro do caule; número de folha; área foliar; número de inflorescências; número de flores; massa fresca e seca da planta; número, comprimento, diâmetro, massa fresca e seca das vagens. Houve incremento nas médias de altura de planta, diâmetro de caule, número de vagens por planta, número de grãos por vagem, número de grãos por planta nas cultivares “Amarelo Japonês” e “Contender”, à medida em que se incrementaram as reposições hídricas. A reposição hídrica de    125 % desenvolvimento foi superior às demais quanto desempenho agronômico das duas cultivares.

Referências

CARVALHO, C. H. M. et al. de. Evolução do crescimento do cafeeiro (Coffea arábica L.) irrigado e não irrigado em duas densidades de plantio. Ciência e Agrotecnologia, v. 30, n. 2, p. 243-250, 2006.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Rio de Janeiro: Embrapa, 2006. 306 p.

FERNANDES, E. J. Determinação do Índice De Estresse Hídrico em Cultura do Feijoeiro com Termômetro de Infravermelho. Irriga, v. 15, n. 3, p. 248-257, 2010.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computerstatistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

FIGUEIREDO, E. S.; SANTOS, M. E.; GARCIA, A. Modelos de Determinação Não Destrutivo da Área Foliar do Feijoeiro Comum (Phaseolus vulgaris L.). Nucleus, v. 9, n. 1, p.79-84, 2012.

FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 3. ed. Viçosa, MG: UFV, 2013. 421 p.

FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 2. ed. Viçosa: UFV, 2003. 412 p.

FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 3. ed. Viçosa: UFV, 2008. 421 p.

HALAGALIMATH, S. P.; RAJKUMARA S.; Response of chicpea (Cicer arietinum L.) varieties to irrigation and hydrogel application in Vertisols. Legume Research: An International Journal, v. 41, n. 2, p. 259-263, 2018.

MANTOVANI, E. C.; BERNARDO, S.; PALARETTI, L. F. Irrigação princípios e métodos. 3.ed. Viçosa: UFV, 2009. 355 p.

MATHEUS, M. T.; LOPES, J. C. Morfologia de frutos, sementes e plântulas e germinação de sementes de Erythrina variegata L. Revista Brasileira de Sementes, v. 29, n. 3, p. 8-17, 2007.

MENDONÇA, F. C.; RASSINI, J. B. Temperatura-base inferior e estacionalidade de produção de gramíneas forrageiras tropicais. São Carlos, SP: Embrapa Pecuária Sudeste, 2006. 14 p. (Circular Técnica, 45).

MOREIRA, R. M. P. et al. Potencial agronômico e divergência genética entre genótipos de feijão-vagem de crescimento determinado Agronomic potential andgenetic divergence among genotypes of bush snap bean. Semina: Ciências Agrárias, v. 30, sup., p. 1051-1060, 2009.

OLIVEIRA S. R. M. Densidade populacional do feijão-caupi sob níveis de irrigação. 2013. 104 fls. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola: Área de Concentração Irrigação e Drenagem) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.

PEEL, M. C.; FINLAYSON, B. L.; MCMAHON, T. A. Updated World Map of the Köppen-Geiger Climate Classification. Hydrol. Hydrology and Earth System Sciences Discussions , v. 11, n. 5, p. 1633-1644, 2007.

PEIXOTO, C. P. et al. Efeitos de épocas de semeadura e densidade de plantas sobre a produtividade de cultivares de soja no Estado de São Paulo. Revista de Agricultura, v. 77, n. 2, p. 265-291, 2002.

PEIXOTO, N.; CARDOSO, A. I. I.; Feijão-vagem. In: NASCIMENTO W. M. N. (ed.). Hortaliças leguminosas. Brasília: EMBRAPA, 2016. p. 61-86.

SILVESTRE, W. V. D. et al. Morphological andphysiological responses of acai seedlings subjected to different watering regimes/Respostas morfológicas e fisiológicas de mudas de açaizeiros submetidas a diferentes regimes hídricos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 20, n. 4, p. 364-371, 2016.

TAIZ, L. et al. Fisiologia do Desenvolvimento vegetal. 6. Ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2017. 888 p.

ZHANG, J. et al. W. Photosynthetic performance of soy bean plants to water deficit under high and low light intensity. South African Journal of Botany, v. 105, s/n, p. 279-287, 2016.

Publicado
2019-11-19
Seção
Agronomia