CARACTERIZAÇÃO FISIOLÓGICAS DE BACTÉRIAS DIAZOTRÓFICAS ISOLADAS DA RIZOSFERA DE Brachiaria brizantha

Palavras-chave: Bactérias promotoras de crescimento. Microrganismos do solo. Sustentabilidade na produção animal.

Resumo

O objetivo do estudo foi analisar a capacidade das bactérias diazotróficas, isoladas da rizosfera de Brachiaria brizantha, crescer em meios com diferentes valores de pH e concentrações salinas, de produzir ácido 3-indol acético (AIA) e solubilizar fosfato. Os testes de acidez e salinidade foram realizados em meio FAM sólido. Para acidez foram usados os valores de 4.0, 5.0, 6.0 e 7.0. Para salinidade foram utilizadas as seguintes concentrações: 0.01; 5.02; 9.99; 14.96; 19.98; 24.95; 29.98; 34.94; 39.97; 44.94 and 49.96 gꞏL-1. No teste de produção de AIA, as estirpes foram cultivadas em meio DYGS líquido, na ausência e presença de triptofano (Trp). A solubilização de fósforo, foi realizada em meio GL líquido. Todas as estirpes foram capazes de crescer em todos os valores de pH analisados. Já em relação aos testes de diferentes concentrações salinas, produção de AIA e solubilização de fosfato, foi verificada alta diversidade, havendo estirpes que se destacaram. As estirpes UNIFENAS 100-51; UNIFENAS 100-52; UNIFENAS 100-60; UNIFENAS 100-63 e UNIFENAS 100-65, foram as que apresentaram maior crescimento nas três maiores concentrações salinas. Na presença de triptofano, as estirpes UNIFENAS 100-63 e UNIFENAS 100-69 foram as que apresentaram maior produção de AIA. Já em solubilização de Fosfato in vitro, a estirpe UNIFENAS 100-52 foi a que obteve melhor resposta. Baseado nesses resultados, observa-se a importância de estudos relacionados às características fisiológicas e metabólicas de bactérias diazotróficas, de modo a garantir maior sucesso no campo.

Referências

BARBOSA, J. C.; MALDONADO J. R. W. AgroEstat: Sistema de Análises Estatísticas de Ensaios Agronômicos. Jaboticabal, SP: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP, 2011.

BHATTACHARYYA, P. N.; JHA, D. K. Plant growth-promoting rhizobacteria (PGPR): emergence in agriculture. World Journal of Microbiology and Biotechnology, v. 28, n. 4, p. 1327-1350, 2012.

BOLSA, C. K. et al. 2016. Características produtivas e nutricionais do capim-xaraés inoculado com bactérias diazotróficas associativas. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 68, n. 5, p. 1360-1368, 2016.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE - Censo Agropecuário: 2006: Resultados preliminares. Disponível em: < https://biblioteca.ibge.gov.br> Acesso em: 10 jun. 2017.

CHAGAS-JUNIOR, A. F. et al. Produção de ácido indolacético por rizobios isolados de caupi. Revista ceres, v. 56, n. 6, p. 812-817, 2009.

DIAS, M. S. Diversity and potential use of N2-fixing bacteria in Brachiaria. 2015. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal: Área de Concentração em Produção Animal) - Universidade Jose do Rosário Vellano, Alfenas, 2015.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência & Agrotecnologia, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

FIGUEREDO, E. F. et al. Biossíntese de ácido indol acético por bactérias diazotróficas associadas à brachiaria humidicola por diferentes vias metabólicas. Ciência & Tecnologia: FATEC-JB, v. 8, sup., p. 1-10, 2016.

FILHO, G. N. S.; NARLOCH, C.; SCHARF, R. Solubilização de fosfatos naturais por microrganismos isolados de cultivos de Pinus e Eucalyptus de Santa Catarina. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 37, n. 6, p. 847-854, 2002.

FLORENTINO, L. A. et al. Physiological and symbiotic diversity of Cupriavidus necator strains isolated from nodules of Leguminosae species. Scientia Agricola, v. 69, n. 4, p. 247-258, 2012.

FLORENTINO, L. A. et al. Potassium solubilization in phonolite rock by diazotrophic bacteria. Comunicata Scientiae, v. 8, n. 1, p. 17-23, 2017.

GOPALAKRISHNAN, S. et al. Plant growth promoting rhizobia: challenges and opportunities. 3 Biotech, v. 5, n. 4, p. 355–377. 2015.

GUIMARÃES, S. L. et al. Produção de capim-marandu inoculado com Azospirillum spp. Enciclopédia Biosfera, v. 7, n. 13, p. 819-825, 2011.

HARA, F. A. S.; OLIVEIRA, L. A. Características fisiológicas e ecológicas de isolados de rizóbios oriundos de solos ácidos de Iranduba, Amazonas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 40, n. 7, p. 667-672, 2005.

KANG, S. C. e al. Process of rock phosphate solubilization by Aspergillus sp. PS 104 in soil amended medium. Journal of Environmental Biology, v. 29, n. 5, p. 743-746, 2008.

LARA, J. F. et al. Produção de forragem de Tifton 85 adubado com nitrogênio e submetido à lotação contínua. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v. 13, n. 2, p. 306-317, 2012.

MACEDO, M. C. M. et al. Degradação de pastagens, alternativas de recuperação e renovação, e formas de mitigação. In: ENCONTRO DE ADUBAÇÃO DE PASTAGENS DA SCOT CONSULTORIA - TEC - Fértil, 2489 1., 2014, Ribeirão Preto, SP. Anais... Bebedouro: Scot Consultoria, 2014. p. 158-181.

MACHADO, R. G. et al. Indoleacetic acid producing rhizobia promote growth of Tanzania grass (Panicum maximum) and Pensacola grass (Paspalum saurae). International Journal of Agriculture and Biology, v. 15, n. 5, p. 827-834, 2013.

MAGALHÃES, F. M. M.; DÖBEREINER, J. Occurrence of Azospirillum amazonense in some Amazonian (Brazil) ecosystems. Revista de Microbiologia, v. 15, n. 4, p. 246-252, 1984.

MILLER, J. K.; WOOD, J. M. Osmoadaptation by rhizosphere bacteria. Annual Review of Microbiology, v. 50, n. 1, p. 101–136, 1996.

NAVEED, M. et al. L-Tryptophan-dependent biosynthesis of indole-3-acetic acid (IAA) improves plant growth and colonization of maize by Burkholderia phytofirmans PsJN. Annals of Microbiology, v. 65, n. 3, p. 1381-1389, 2015.

NEVES NETO, D. N. et al. Análise espacial de atributos do solo e cobertura vegetal em diferentes condições de pastagem. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 9, p. 995-1004, 2013.

NÓBREGA, R. S. A. et al. Caracterização fenotípica e diversidade de bactérias diazotróficas associativas isoladas de solos em reabilitação após a mineração de bauxita. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 28, n. 2, p. 269-279, 2004.

NOGUEIRA, A. K. S. et al. Emissões de óxido nitroso e metano do solo em áreas de recuperação de pastagens na Amazônia Matogrossense. Química Nova, v. 38, n. 7, p. 937-943, 2015.

PEDRINHO, E. A. N. et al. Identificação e avaliação de rizobactérias isoladas de raízes de milho. Bragantia, v. 69, n. 4, p. 905-911, 2010.

PINEDA, M. E. B. La solubilización de fosfatos como estrategia microbiana para promover el crecimiento vegetal. Ciencia y Tecnología Agropecuaria, v. 15, n. 1, p. 101-113, 2014.

REIS, V. M. et al. Burkholderia tropica sp. nov., a novel nitrogen-fixing, plant-associated bacterium. International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology, v. 54, n. 6, p. 2155-2162, 2004.

RODRIGUES, R. A. R. et al. Dinâmica do Nitrogênio em Sistemas Agrícolas e Florestais Tropicais e seu Impacto na Mudança do Clima. Revista Virtual de Química, v. 9, n. 5, p. 1868-1886, 2017.

SANTOS, I. B. et al. Bactérias diazotróficas associadas a raízes de cana-de-açúcar: solubilização de fosfato inorgânico e tolerância à salinidade. Bioscience Journal, v. 28, sup., p. 142-149, 2012.

STREETER, J. G. Effect of survival of Bradyrhizobim japonicum during desiccation. Journal of Applied Microbiology, v. 95, n. 3, p. 484-491, 2003.

SUBBARAO, G. V. et al. Response of the pigeonpea-Rhizobium symbiosis to salinity stress: Variation among Rhizobium strains in symbiotic ability. Biology and Fertility of Soils, v. 9, n. 1, p. 49-53, 1990.

SUGAWARA, M.; CYTRYN, E. J.; SADOWSKY, M. J. Functional role of Bradyrhizobium japonicum trehalose biosynthesis and metabolism genes during physiological stress and nodulation. Applied and Environment Microbiology, v. 76, n. 4, p. 1071-1081, 2010.

TEDESCO, M. J. et al. Análises de solo, plantas e outros materiais. 2. ed. Porto Alegre: UFRGS, 1995. 174 p. (Boletim técnico de solos)/ UFRGS. Departamento de solos, 5.)

THRALL, P. H. et al. Diversity and salt tolerance of native Acacia rhizobia isolated from saline and non-saline soils. Austral Ecology, v. 34, n. 8, p. 950-963, 2009.

TSAVKELOVA, E. A. et al. Microbial producers of plant growth stimulators and their practical use: a review. Applied Biochemistry and Microbiology, v. 42, n. 2, p. 117-126, 2006.

VITORAZI FILHO, J. A. et al. Growth of sweet passion fruit seedlings inoculated with arbuscular mycorrhizal fungi and diazotrophic bacteria under different levels of phosphorus. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 34, n. 2, p. 442-450, 2012.

XAVIER, G. R. et al. Tolerância de rizóbio de feijão-caupi à salinidade e temperatura em condições in vitro. Caatinga, v. 20, n. 4, p. 1-9, 2007.

Publicado
2019-08-26
Seção
Agronomia