ATRIBUTOS DO SOLO E NEMATOFAUNA EDÁFICA EM PASTAGENS COM USO SUCESSIVO DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS

Palavras-chave: Bioindicadores. Nematoides. Qualidade química. Qualidade física.

Resumo

Considerando-se que os nematoides são bastante sensíveis às intervenções antrópicas, estes organismos podem ser utilizados como indicadores de qualidade do solo (QS). Neste trabalho objetivou-se estudar atributos químicos, físicos e a nematofauna edáfica como indicadora de qualidade do solo em áreas de pastagem com aplicação sucessiva de dejetos líquidos de suínos (DLS) no Noroeste do estado do Rio Grande do Sul. Para tal, foram consideradas as diferentes áreas: pastagem de Azevém + Tifton com uso de DLS há 14 anos (A14), pastagem de Azevém + Tifton com uso de DLS há dois anos (A2) e mata nativa (MN), sendo analisados atributos químicos, físicos e a nematofauna do solo, com três repetições por tratamento, em delineamento blocos casualizados. Os atributos químicos do solo foram sensíveis às mudanças em áreas de pastagem com aplicação sucessiva de DLS, com aumento no teor de P, em comparação com a área MN e teor de MO do solo na área A14 semelhante ao encontrado na área MN. Em relação aos atributos físicos do solo, densidade e microporosidade aumentam com a aplicação sucessiva de DLS em áreas de pastagem de azevém+tifton, enquanto que a macroporosidade diminuiu, em comparação com as áreas MN. Os nematoides dos grupos Discocriconemella, Paratylenchus, Pratylenchus, Trichodorus, Tylenchus e de vida livre são eficientes como indicadores da qualidade do solo, uma vez que evidenciam alterações nos atributos químicos e físicos do solo entre as áreas de pastagem de azevém+tifton com uso sucessivo de DLS e em relação à mata nativa.

Referências

ALVARES, C. A. et al. Spatial variability of physical and chemical attributes of some forest soils in southeastern of Brazil. Scientia Agricola, v. 68, n. 6, p. 697-705, 2011.

ARIEIRA, G. O. et al. Depth-stratified soil sampling for assessing nematode communities. Semina. Ciências Agrárias, v. 37, n. 2, p. 715-728, 2016.

BARETTA, D. et al. Earthworm populations samples using collection methods in Atlantic Forests with Araucaria angustifolia. Scientia Agricola, v. 64, n. 4, p. 384-392, 2007.

BERWANGER, A. L. et al. Alterações no teor de fósforo no solo com aplicações de dejetos líquidos de suínos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 32, n. 6, p. 2525-2532, 2008.

BISON-PINTO, M. A. et al. Aplicação de dejeto líquido de suínos e manejo do solo na sucessão aveia/milho. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 44, n. 2, p. 205-212, 2014.

CARVALHO, J. P. et al. Diversidade de fitonematoides em áreas nativas e de agricultura no cerrado baiano. Magistra, v. 23, n. 1, p. 262-267, 2011.

CARVALHO, R. et al. Atributos da qualidade de um solo sob sistema agroflorestal. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 39, n. 11, p. 1153-1155, 2004.

COMISSÃO DE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO - CQFS RS/SC. Manual de adubação e de calagem para os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. 11. ed. Porto Alegre, RS: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Núcleo Regional Sul, 2016. 376 p.

FREITAS, D. A. F. et al. Índices de qualidade do solo sob diferentes sistemas de uso e manejo florestal e cerrado nativo adjacente. Revista Ciência Agronômica, v. 43, n. 3, p. 417-428, 2012.

GOMILDE, P. H. O. et al. Atributos físicos, químicos e biológicos do solo em ambientes de voçorocas no município de Lavras - MG. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 35, n. 2, p. 567-577, 2011.

GOULART, A. M. C. Análise de dados em estudos de diversidade de nematoides. 1. ed. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2009. 46 p. (Embrapa Cerrados, Documentos 251).

HOCEINI, F. et al. Effect of the edaphic environment on the diversity and trophical structure of the nematodes of algerian viticultural soils. Advances in Environmental Biology, v. 11, n. 2, p. 27-33, 2017.

INOMOTO, M. M. et al. Sucessão de cultura sob pivô central para controle de fitonematoides: variação populacional, patogenicidade e estimativa de perdas. Tropical Plant Pathology, v. 36, n. 3, p. 178-185, 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro, RJ: IBGE, 2012. 271 p. (Série Manuais Técnicos em Geociências).

JENKINS, W. R. A rapid centrifugal-flotation technique for separating nematodes from soil. Plant Disease Reporter, v. 48, n. 9, p. 692, 1964.

KRAJESKI, R.; POVALUK, M. Alterações no solo ocasionadas pela fertirrigação dos dejetos suínos. Saúde e Meio Ambiente, v. 3, n. 1, p. 3-18, 2014.

LANZANOVA, M. E. et al. Atributos físicos do solo em sistema de Integração Lavoura-Pecuária sob Plantio Direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 31, n. 5, p. 1131-1140, 2007.

LAPEN, D. R. et al. Least limiting water range indicators of soil quality and corn production, eastern Ontario, Canada. Soil and Tillage Research, v. 78, n. 2, p. 151-170, 2004.

LIMA, V. M. P. et al. Intervalo hídrico ótimo e porosidade de solos cultivados em área de proteção ambiental do Sul de Minas Gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, n. 10, p. 1087-1095, 2009.

MALUF, J. R. T. Nova classificação climática do Estado do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Agrometeorologia, v. 8, n. 1, p. 141-150, 2000.

MOÇO, M. K. S. et al. Caracterização da fauna edáfica em diferentes coberturas vegetais na região Norte Fluminense. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 29, n. 4, p. 555-564, 2005.

MONDINO, E. A. et al. Avaliação das comunidades de nematoides do solo em agroecossistemas orgânicos. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 31, n. 3, p. 509-515, 2009.

MORAIS, E. R. C. et al. Indicadores da qualidade química do solo em áreas cultivadas com mamoeiro irrigado. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 19, n. 6, p. 587–591, 2015.

OLIVEIRA, G. C. et al. Caracterização química e físico-hídrica de um Latossolo Vermelho após 20 anos de manejo e cultivo do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 28, n. 2, p. 335-344, 2004.

ORTIZ, P. F. S. et al. Physical qualities of an Ultisol under sugarcane and Atlantic forest in Brazil. Geoderma Regional, v. 11, n. 12, p. 62-70, 2017.

PEREIRA, M. P. S. et al. Fauna de formigas como ferramenta para monitoramento de área de mineração reabilitada na Ilha da Madeira, Itaguaí, RJ. Ciência Florestal, v. 17, n. 3, p. 197-204, 2007.

RESENDE, T. M. et al. Avaliação física do solo em áreas sob diferentes usos com adição de dejetos animais no bioma Cerrado. Bioscience Journal, v. 28, n. 1, p. 179-184, 2012.

RITZINGER, C. H. S. P. et al. Nematoides: bioindicadores de sustentabilidade e mudanças edafoclimáticas. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, n. 4, p. 1289-1292, 2010.

ROVEDDER, A. P. M. et al. Compreensão e aplicabilidade do conceito de solo florestal. Ciência Florestal, v. 23, n. 3, p. 517-528, 2013.

SANTORUFO, L. et al. Soil invertebrates as bioindicators of urban soil quality. Environmental Pollution, v. 161, n. 2, p. 57-63, 2012.

SANTOS, G. G. et al. Macrofauna edáfica associada a plantas de cobertura em plantio direto em um Latossolo Vermelho do Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 43, n. 1, p. 115-122, 2008.

SCHERER, E. E. et al. Atributos químicos do solo influenciados por sucessivas aplicações de dejetos suínos em áreas agrícolas de Santa Catarina. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 34, n. 4, p. 1375-1383, 2010.

SCIPIONI, M. C. et al. Fitossociologia em fragmento florestal no noroeste do estado do Rio Grande do Sul. Ciência Florestal, v. 21, n. 3, p. 409-419, 2011.

SILVA JUNIOR, C. A. et al. A. Atributos químicos do solo sob conversão de floresta amazônica para diferentes sistemas na região norte do Pará, Brasil. Bioscience Journal, v. 28, n. 4, p. 566-572, 2012.

SILVA, D. M. et al. Effects of pig slurry application on the diversity and activity of soil biota in pasture areas. Ciência Rural, v. 46, n. 10, p. 1756-1763, 2016.

SILVA, D. M. et al. Indicadores microbiológicos de solo em pastagem com aplicação sucessiva de dejetos e suínos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 39, n. 6, p. 1585-1594, 2015.

SILVA, R. F. et al. Doses de dejeto líquido de suínos na comunidade da fauna edáfica em sistema plantio direto e cultivo mínimo. Ciência Florestal, v. 44, n. 3, p. 418-424, 2014.

SILVA, R. F. et al. Fauna edáfica influenciada pelo uso de culturas e consórcios de cobertura do solo. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 43, n. 2, p. 130-137, 2013.

SILVA, V. R. et al. Densidade do solo, atributos químicos e sistema radicular do milho afetados pelo pastejo e manejo do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 24, n. 1, p. 191-199, 2000.

TEDESCO, M. J. et al. Análise de solo, plantas e outros materiais. 2ª ed. Porto Alegre, RS: Departamento de solos da UFRGS, 1995. 174 p.

TEIXEIRA, P. C. et al. Manual de Métodos de Análise de Solo. 3. ed. Brasília, DF: Embrapa, 2017. 573 p.

URAMOTO, K. et al. Análise quantitativa e distribuição de populações de Anastrepha (Diptera: Tephritidae) no campus Luiz de Queiroz. Neotropical Entomology, v. 34, n. 1, p. 33-39, 2005.

XU, W.; MAGE, J. A. A review of concepts and criteria for assessing agroecosystem health including a preliminary case study of southern Ontario. Agriculture, Ecosystems & Environment, v. 83, n. 3, p. 215-233, 2001.

Publicado
2019-11-19
Seção
Agronomia