AGROQUÍMICOS E LESÕES EM ESTACAS DE CAULE NA FORMAÇÃO DE MUDAS DE UMBU-CAJAZEIRA

Palavras-chave: Propagação vegetativa. Estaquia. Spondias.

Resumo

A umbu-cajazeira (Spondias sp.), frutífera nativa do Nordeste brasileiro, produz frutos muito valorizados pelas agroindústrias. O objetivo deste trabalho foi avaliar a aplicação de agroquímicos e lesões no enraizamento e na formação de mudas/estacas, foi conduzido na Embrapa em Pacajus, CE, em blocos ao acaso, com cinco tratamentos: T1 = testemunha, T2 = estacas feridas + Sela Gel®, T3 = estacas feridas + Radimax®, T4 = estacas incisadas + Sela Gel® e T5 = estacas incisadas + Radimax®. Os ambientes (blocos): pleno sol; teto com plena sombra; sombrite 50% nas laterais e no teto; e sombrite 50% no teto. As parcelas tinham oito estacas, totalizando 160 estacas. Dos propágulos retirados de plantas, preparam-se estacas lenhosas, com 25 cm de comprimento e médias de 29,7 mm de diâmetro e 8,7 gemas/estaca. Em seguida foram tratadas com solução de hipoclorito de sódio a 0,05%/4 minutos; depois fez-se os ferimentos e as incisões e aplicou-se o Sela Gel® por pincelamento e o Radimax® por imersão em solução de 10 mL/L d’água/10 minutos. O plantio foi em vasos plásticos pretos, com capacidade 6L, cheios com vermiculita + pó de cascas de coco + bagana de carnaúba triturada + cascas de arroz carbonizada (2:1:1:1, v/v), previamente pasteurizados. Entre os tratamentos e os blocos houve diferenças significativas. A incisão e a aplicação do Sela Gel® induziram a formação de calo, o enraizamento e a formação de mudas vigorosas, enquanto o Radimax® não induziu o enraizamento.

Referências

ALMEIDA, C. C. S.; CARVALHO, P. C. L.; GUERRA, M. Karyotipe differentiation among Spondias species and the putative hybrid umbu-cajá (Anacardiaceae). Botanical Journal of the Linnaean Society, v. 155, n. 4, p. 541-547, 2007.

BASTOS, L. P. Caracterização de frutos e propagação vegetativa de Spondias. 2010. 53 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias: Área de concentração em Fitotecnia) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 2010.

BASTOS, L. P. et al. Propagação vegetativa de umbu-cajazeira. Enciclopédia biosfera, v. 10, n. 18, p. 2508, 2014.

CODA – Radimax. Disponível em: <http://www.coda-agri.com/pt/produtos/aminoacidos-ebiostimulants>. Acesso em 08 de abril de 2018.

ECOPLANET – Sela Gel. Disponível em: <http://www.ecoplanet.agr.br>. Acesso em: 08 de abr. de 2018.

FAÇANHA, R. E. Enraizamento de estacas de caule de umbu-cajá (Spondias sp.). 1997. 26 f. Monografia (Graduação em Agronomia) – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1997.

GIACOMETTI, D. C. Recursos genéticos de frutei­ras nativas do Brasil. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE RECURSOS GENÉTICOS DE FRUTEIRAS NATIVAS, 1992, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa-CNPMF, 1993. p. 13-27.

HARTMANN, H. T. et al. Hartmann and Kester’s Plant propagation: principles and practices. 8. ed. New Jersey: Prentice Hall, 2011. 915 p.

LIMA, A. K. C. et al. Propagação de cajarana (Spondias sp.) e cirigüela (Spondias purpurea) por meio de estacas verdes enfolhadas, nas condições climáticas de Mossoró-RN. Revista Caatinga, v. 15, n. 1/2, p. 33-38, 2002.

LOPES, W. F. Propagação assexuada de cajá (Spondias mombim L.) e cajá-umbu (Spondias spp.) através de estacas. 1997. 41 f. Monografia (Graduação em Agronomia) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Areia, 1997.

MACHADO, M. C.; CARVALHO, P. C. L.; van den Berg, C. Domestication, hybridization, speciation, and the origins of an economically important tree crop of Spondias (Anacardiaceae) from the brazilian caatinga dry forest. Neodiversity, v. 8, n. 1, p. 8-49, 2015.

MITCHELL, J. D.; DALY, D. C. A revision of Spondias L. (Anacardiaceae) in the Neotropics. PhytoKeys, v. 55, n. 1, p. 1-92, 2015.

PASQUAL, M. et al. Fruticultura comercial: propagação de plantas frutíferas. 1. ed. Lavras, MG: UFLA/FAEPE, 2001. 137 p.

RIBEIRO, M. C. C. et al. Efeito das folhas e do tipo de estaca no enraizamento da cajarana (Spondias sp.). Revista Verde, v. 2, n. 2, p. 37-41, 2007.

SAS INSTITUTE INC. SAS/STAT: user’s Guide. Version 9.2 Cary, NC: SAS Institute Inc., 2008.

SILVA JÚNIOR, J. F. et al. Collecting, ex situ conservation and characterization of “cajá-umbu” (Spondias mombim x Spondias tuberosa) germ-plasm in Pernambuco State, Brazil. Genetic Resources and Crop Evolution, v. 51, n. 4, p. 343-349, 2004.

SMART, D. R. et al. Dormant buds and adventitious root formation by Vitis and other woody plants. Journal of Plant Growth Regulation, v. 21, n. 4, p. 296-314, 2003.

SOUZA, F. X.; COSTA, J. T. A. Produção de mudas das Spondias cajazeira, cirigueleira, umbu-cajazeira e umbuzeiro. 1. ed. Fortaleza, CE: EMBRAPA, 2010. 26 p. (Embrapa Agroindústria Tropical. Documentos, 133).

STEEL, R. G. D.; TORRIE, J. H. Principles and procedures of statistics: a biometrical approach. 2. ed. New York: McGraw-Hill, 1980. 633 p.

THOMAS, P.; SCHIEFELBEIN, J. Cloning and characterization of an actin depolymerizing factor gene from grape (Vitis vinifera L.) expressed during rooting in stem cuttings. Plant Science, v. 162, n. 2, p. 283-288, 2002.

TOSTA, M. S. et al. Ácido indolbutírico na propagação vegetativa de cajaraneira (Spondias sp.). Semina: Ciências Agrárias, v. 33, n. 6, p. 2727-2740, 2012.

VIEIRA, A. R. Propagação assexuada e qualidade de frutos de genótipos de umbu-cajazeira da mesorregião Centro-Sul do Ceará. 2013. 155 f. Tese (Doutorado em Fitotecnia: Área de concentração: Agricultura Tropical) Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2013.

Publicado
2019-11-19
Seção
Nota Técnica