DISSIMILARIDADES GENÉTICA ENTRE ACESSOS DE FEIJÃO-FAVA UTILIZANDO CARACTERES MORFOAGRONÔMICOS

Palavras-chave: Phaseolus lunatus L. Análise multivariada. Variabilidade genética. Germoplasma.

Resumo

O feijão fava (Phaseolus lunatus L.) apresenta um grande potencial para o fornecimento de proteína vegetal, mas, o seu cultivo ainda tem pouca relevância se comparado ao do feijão comum (Phaseolus vulgaris L.), sendo, na maioria das vezes, consorciada com outras culturas. A preservação da sua variabilidade genética em bancos de germoplasma assim como o estudo da sua dissimilaridade genética, vem auxiliando no delineamento estratégico para o melhoramento da cultura. O objetivo desse trabalho foi caracterizar a variabilidade genética de caracteres morfoagronômicos e quantificar a dissimilaridade genética entre acessos de feijão-fava por meio de análise multivariada. Foram avaliados oito acessos do Banco Ativo de Germoplasma de Feijão-Fava da Universidade Federal do Piauí, em delineamento de blocos completos ao acaso, com quatro repetições, com base no número de dias para maturação (NDM), comprimento médio da vagem (CV), largura média da vagem (LV), espessura média da vagem (EV), número de sementes por vagem (NSV), peso de cem sementes (P100S) e produtividade (PROD). Dentre os caracteres avaliados, apenas CV, não apresentou variabilidade genética entre os acessos. A análise de divergência mostrou os acessos UFPI 799 e UFPI 817 como os mais divergentes em relação aos demais. O método de agrupamento de Tocher e UPGMA possibilitou a formação de três grupos. O método de Singh indicou que LV, PROD e P100S foram os que mais contribuíram para a divergência genética entre os acessos. Os acessos UFPI 817 e UFPI 797 podem ser utilizados em cruzamentos, pois são distantes geneticamente e complementares em suas características.

Referências

ARRIEL, N. H. C. et al. Técnicas multivariadas na determinação da diversidade genética em gergelim usando marcadores RAPD. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, n. 5, p. 801-809, 2006.

ASSUNÇÃO NETO, W. V. et al. Genetic diversity in phaseolus lunatus l. Based on morphological seed characters. Annual Report of The Bean Improvement Cooperative Washington, v. 61, n. 61, p. 199-200, 2018.

BARREIRO NETO, M. et al. Características morfológicas e produtivas em acessos de feijão-Fava consorciados. Tecnologia & Ciência Agropecuária, v. 9, n. 3, p. 23-27, 2015.

BAUDOIN, J. P. Genetic resource, domestication and evolution of lima bean, Phaseolus lunatus. In: Gepts, P. (Ed). Genetic resources oh Phaseolus bean. Amsterdam: Kluwer Academic Publishers, p. 393-407, 1988.

BORÉM, A.; MIRANDA, G. V. Melhoramento de plantas. 6. ed. rev. e ampl. – Viçosa, MG: Editora UFV, 2013. 523 p.

COSTA, M. I. A. et al. Morfometria reprodutiva e diversidade genética em cultivares de soja. Nucleus, v. 15, n. 2, p. 207-215, 2018.

CRUZ, C. D.; REGAZZI, A. J.; CARNEIRO, P. C. S. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. 4 ed. Viçosa, MG: UFV, 2012. 514 p.

CRUZ, C. D. GENES - a software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum, v. 35, n. 3, p. 271-276, 2013.

GONÇALVES, G. M. C. et al. Genetic Variability in Lima Bean Accessions of The Germplasm Active Bank. Annual Report of the Bean Improvement Cooperative, v. 59, n. 59, p. 209-210, 2016.

GRIGOLO, S. et al. Implicações da análise univariada e multivariada na dissimilaridade de acessos de feijão comum. Revista de Ciências Agroveterinárias, v. 17, n. 3, p. 351-360, 2018.

GUIMARÃES, W. N. R. et al. Caracterização morfológica e molecular de acessos de feijão-Fava (Phaseolus lunatus L.). Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 11, n. 1, p. 37-45, 2007.

LOPES, A. C. A et al. Diversidade genética. In: ARAÚJO, A. S. F.; LOPES, A. C. A.; GOMES, R. L. F. (Eds). A cultura do feijão-Fava no Meio-Norte do Brasil. 1 ed. Teresina, PI: EDUFPI, 2010. v. 1, cap. 2, p. 45-72.

PIMENTEL-GOMES, F. Curso de estatística experimental. 15 ed. Piracicaba, SP: FEALQ, 2009, 451 p.

RAMALHO, M. et al. Genética na agropecuária. 5 ed. Lavras, MG: UFLA, 2012. 566 p

RANGEL, P. H. N. et al. Banco Ativo de Germoplasma de Arroz e Feijão: Passado, Presente e Futuro. 21 ed. Santo Antônio de Goiás, Embrapa Arroz e Feijão, GO: Embrapa Arroz e Feijão, 2013. 60 p. (Documentos, 288).

RAO, C. R. Advanced statistical methods in biometric research. New York, NY: John Wiley, 1952. 390 p.

SANTOS, D. et al. Produtividade e morfologia de vagens e sementes de variedades de Fava no Estado da Paraíba. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 37, n. 10, p. 1407-1412, 2002.

SANTOS, J. O. et al. Rhizobia Phaseolus lunatus Symbiosis: Importance and diversity and tropical soils- a review. Dynamic Soil, Dynamic Plant, v. 2, n. 2, p. 56-60, 2008.

SILVA, J. A. L.; NEVES, J. A. Produção de feijão-caupi semi-prostrado em cultivos de sequeiro e irrigado. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 6, n. 1, p. 29-36, 2011.

SILVA, V. B. et al. Genetic diversity and promising crosses indication in lima bean (Phaseolus lunatus L.) accessions. Semina: Ciências Agrárias, v. 36, n. 2, p. 683-692, 2015.

SILVA, R. N. O. et al. Phenotypic diversity in lima bean landraces cultivated in Brazil, using the Ward-MLM strategy. Chilean Journal of Agricultural Research, v. 77, n. 1, p. 35-40, 2017.

SIMON, G. A.; KAMADA, T.; MOITEIRO, M. Divergência genética em milho de primeira e segunda safra. Semina: Ciências Agrárias, v. 33, n. 2, p. 449-458, 2012.

SINGH, D. The relative importance of characters affecting genetic divergence. The Indian Journal of Genetics and Plant Breeding, v. 41, n. 1, p. 237-245, 1981.

TAVARES, T. C. O. et al. Divergência genética entre cultivares de feijão comum cultivados no estado do Tocantins. Revista de Agricultura Neotropical, v. 5, n. 3, p. 76-82, 2018.

TRANI, P. E. et al. Calagem e adubação do feijão-vagem, feijão-Fava (ou Fava-italiana), feijão-de-lima e ervilha torta (ou ervilha-de-vagem). 2015. Disponível em: <http://www.iac.sp.gov.br/ imagem_informacoestecnologicas/99.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2019.

Publicado
2019-11-20
Seção
Nota Técnica