USO DE BAGANA DE CARNAÚBA PARA REDUÇÃO DO CONSUMO HÍDRICO NA PRODUÇÃO DE RABANETE IRRIGADO

Palavras-chave: Manejo da irrigação. Cobertura vegetal. Raphanus sativus L.

Resumo

Em regiões com limitações de recursos hídricos o uso eficiente da água torna-se a cada dia imprescindível para a produção agrícola. Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o uso da bagana de carnaúba como opção de cobertura vegetal para a redução do uso da água no cultivo do rabanete irrigado. A pesquisa foi conduzida no período de julho a outubro de 2018 em dois ciclos de produção no município de Pentecoste-CE. O experimento foi em blocos ao acaso com parcelas subdivididas e constituído de quatro repetições, sendo os tratamentos primários constituídos por cinco lâminas de irrigação (50%; 75%; 100%; 125% e 150% da evapotranspiração da cultura localizada) e os tratamentos secundários constituídos por cinco níveis de cobertura vegetal, constituída de bagana de carnaúba (0%; 25%; 50%; 75% e 100% de 16 t ha-1), em uma interação 5 x 5, totalizando 100 parcelas experimentais. Foram avaliadas as variáveis massa fresca da parte aérea e túbera, altura de plantas, número de folhas, diâmetro da túbera e trocas gasosas. Para a variável massa fresca da túbera no primeiro ciclo de produção, com a superfície de resposta, obteve-se um modelo de primeira ordem com aumento linear dos fatores lâminas de irrigação (0,064 g planta-1) e cobertura vegetal (0,065 g planta-1), sendo o maior valor (40,44 g planta-1) observado para o nível de 150% de ETcloc e 100% de bagana. A aplicação de 16 t ha-1 de bagana de carnaúba pode ser considerada recomendável, dentro dos limites estudados, para uso na cultura do rabanete.

 

Referências

ALLEN, R. G. et al. Crop evapotranspiration: guidelines for computing crop water requirements. Rome, Italy: FAO, 1998. 300 p. (FAO, irrigation and drainage paper, 56).

ALMEIDA, A. V. R. et al. Influência de níveis freáticos nos parâmetros produtivos e fisiológicos da cultura do rabanete. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 12: 2907–2922, 2018.

ALVES, E. S. et al. Determinação do coeficiente de cultivo para a cultura do rabanete através de lisimetria de drenagem. Irriga, 22: 194-203, 2017.

ARAÚJO, T. V. O. et al. Lâminas de irrigação e coberturas do solo na cultura do girassol, sob condições semiáridas. Irriga, 17: 126-136, 2012.

BERNARDO, S. et al. Manual de irrigação. 9. ed. Viçosa, MG: UFV, 2019, 545 p.

BIZARI, D. R. et al. Consumo de água e produção de grãos do feijoeiro irrigado em sistemas plantio direto e convencional. Ciência Rural, 39: 2073-2079, 2009.

CARVALHO, J. F. et al. Produtividade do repolho utilizando cobertura morta e diferentes intervalos de irrigação com água moderadamente salina. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola Ambiental, 15: 256–263, 2011.

CHIEPPE JÚNIOR, J. B. et al. Efeitos de níveis de cobertura do solo sobre a produtividade e crescimento da cultura do feijoeiro irrigado, em sistema plantio direto. Irriga, 12: 177-184, 2007.

COELHO, E. F.; OLIVEIRA, S. L. DE; COELHO FILHO, M. A. Agricultura irrigada : eficiência de irrigação e de uso de água. Bahia Agrícola, 7: 57–60, 2005.

COSTA, V. L. S.; GOMES, J. M. A. Crédito e conservação ambiental no extrativismo da carnaúba (Copernicia prunifera (Mill.) H. E. Moore) no nordeste brasileiro no período de 2007 a 2012. Interações, 17: 4-14, 2016.

CUNHA, F. F. et al. Agronomic performance of radish genotypes under different irrigation depths. Engenharia Agrícola, 39: 182-190, 2019.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 5. ed. Brasília, DF: Embrapa, 2018. 590 p.

FARIAS, D. B. S. et al. Avaliação da umidade do solo em função da presença de matéria orgânica e cobertura do solo no cultivo da alface crespa (Lactuca sativa L.). Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 9: 287-291, 2015.

FERREIRA, I. C. P. V. et al. Cobertura morta e adubação orgânica na produção de alface e supressão de plantas daninhas. Revista Ceres, 60: 582-588, 2013.

GASPARIM, E. et al. Temperatura no perfil do solo utilizando duas densidades de cobertura e solo nu. Acta Scientiarum Agronomy, 27: 107-115, 2005.

LACERDA, V. R. et al. Características morfológicas e produtivas do rabanete sob diferentes lâminas de irrigação. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 11: 1127 -1134, 2017.

LEMOS NETO, H. S. et al. Fisiologia do rabaneteiro em diferentes arranjos espaciais. Revista Ciências Agrárias, 61: 1-6, 2018.

LORENZ, O. A.; MAYNARD, D. N. Handbook for vegetable growers: water and irrigation. 3. ed. New York: John Wiley & Sons, part 5. p. 168-205, 1988.

MENESES, N. B. et al. Crescimento e produtividade de alface sob diferentes tipos de cobertura do solo. Revista Agro@mbiente On-line, 10: 123-129, 2016.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing: reference index version 2.8.0. Vienna Foundation for Statistical Computing, 2008. Available at: http://www.r-project.org. 11 nov. 2018.

RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ, V. V. H. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais. 5a aproximação. Viçosa, MG: CFSEMG, 1999. 359 p.

RODRIGUES, J. F.; REIS, J. M. R.; REIS, M. A. Utilização de estercos em substituição a adubação mineral na cultura do rabanete. Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas, 7: 160-168, 2013.

SANDRI, D; MATSURA, E. E.; TESTEZLAF, R. Desenvolvimento da alface Elisa em diferentes sistemas de irrigação com água residuária. Engenharia Agrícola e Ambiental, 11: 17-29, 2007.

SILVA, V. B. et al. Response of the cherry tomato under organic cultivation to the production factors of water and ground cover. Australian Journal of Crop Science, 13: 214-220, 2019.

SOUSA, P. G. R. et al. Características agronômicas do sorgo forrageiro submetido à lâminas de irrigação e cobertura morta no semiárido. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 11: 2239-2248, 2017a.

SOUSA, P. G. R. et al. Produtividade do mamoeiro cultivado sob aplicação de cinzas vegetais e bagana de carnaúba. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 11: 1201-1212, 2017b.

Publicado
2020-10-22
Seção
Engenharia Agrícola