INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA DE SECAGEM E ESPESSURA DA CAMADA NA QUALIDADE FÍSICA E FÍSICO-QUÍMICA DE PÓS DE PEQUI

Palavras-chave: Caryocar coriaceum Wittm. Propriedades físicas. Isotermas de adsorção.

Resumo

Objetivou-se neste trabalho, caracterizar quanto a parâmetros físicos e físico-químicos pós de pequi obtidos por meio da secagem convectiva em diferentes temperaturas (50, 60, 70 e 80 °C) e espessuras da camada de polpa (0,5, 1,0 e 1,5 cm). Inicialmente foi realizada a caracterização físico-química da polpa in natura, seguindo-se a secagem convectiva nas condições citadas, até o teor de água de equilíbrio e posterior desintegração para obtenção dos pós. Posteriormente, foram analisadas as propriedades físicas e físico-químicas dos pós obtidos e fez-se a seleção do melhor pó com base em reduzido teor de água e atividade de água e menor índice de peróxido. A polpa de pequi apresentou elevado teor de gordura e coloração amarelada; com o aumento da temperatura de secagem houve uma redução do teor de água, a atividade de água e o teor de proteínas dos pós. Quanto aos parâmetros de cor, o pó apresentou um escurecimento com o aumento do tempo de secagem; as isotermas de adsorção de água do pó de pequi selecionado foram classificadas como Tipo II e o modelo de GAB apresentou os melhores ajustes. Os pós de pequi apresentaram boa solubilidade e baixa coesividade O pó que apresentou boa fluidez foi o produzido na condição de 60 ºC e 0,5 cm de espessura.

 

Referências

ADEKUNLE, A. A. et al. Physical and thermal properties of baobab fruit pulp powder. International Journal of Engineering Research and Applications, 3: 925-928, 2013.

BARROS, M. E. S.; LIMA, A. C.; ROCHA, L. S. Boas práticas na fabricação da pasta de pequi. 1 ed. Fortaleza, CE: Embrapa Agroindústria Tropical, 2013. 24 p.

BHANDARI, B. R. et al. Co-crystallization of Honey with Sucrose. LWT - Food Science and Technology, 31:138-142, 1998.

BHUSARI, S. N.; MUZAFFAR, K.; KUMAR, P. Effect of carrier agents on physical and microstructural properties of spray dried tamarind pulp powder. Powder Technology, 266: 354–364, 2014.

BLAHOVEC, J. Sorption isotherms in materials of biological origin mathematical and physical approach. Journal of Food Engineering, 65: 489-495, 2004.

BOTREL, D. A. et al. Application of inulin in thin-layer drying process of araticum (Annona crassiflora) pulp. LWT - Food Science and Technology, 69: 32-39, 2016.

BREDA, C. A.; SANJINEZ-ARGANDOÑA, E. J.; CORREIA, C. A. C. Shelf life of powdered Campomanesia adamantium pulp in controlled environments. Food Chemistry, 135: 2960-2964, 2012.

CANO-CHAUCA, M. et al. Effect of the carriers on the microstructure of mango powder obtained by spray drying and its functional characterization. Innovative Food Science and Emerging Technologies, 5: 420-428, 2005.

CRAPISTE, G. H.; ROTSTEIN, E. Prediction of sorptional equilibrium data for starch-containing foodstuffs. Journal of Food Science, 47:1501-1507, 1982.

CORDEIRO, M. W. S. et al. Características físicas, composição químico-nutricional e dos óleos essenciais da polpa de Caryocar brasiliense nativo do estado de Mato Grosso. Revista Brasileira de Fruticultura, 35: 1127-1139, 2013.

DIEB, J. T. et al. Secagem da polpa de graviola pelo processo foam-mat e avaliação sensorial do produto obtido. Revista Tecnologia & Informação, 2: 24-31, 2015.

FAO/WHO - Codex Alimentarius Commission. Codex alimentarius, fats, oils and related products. Codex alimentarius, norma para los aceites de oliva y aceites de oliva. 2003. Disponível em: https://www.santafe.gov.ar/index.php/web/content/download/68282/331027/file/descargar. pdf. Acesso em: 26 abr. 2020.

FERNANDES, R. V. B. et al. Estudo da adição de albumina e da temperatura de secagem nas características de polpa de tomate em pó. Revista Semina, 35: 1267-1278, 2014.

FINNEY, J.; BUFFO, R.; REINECCIUS, G. A. Effects of type of atomization and processing temperatures on the physical properties and stability of spray-dried flavors. Journal of Food Science, 67: 1108-1114, 2002.

GABAS, A. L. et al. Effect of maltodextrin and arabic gum in water vapor sorption thermodynamic properties of vacuum dried pineapple pulp powder. Journal of Food Engineering, 82: 246-252, 2007.

GOYAL, A. et al. Development and physico-chemical characterization of microencapsulated flaxseed oil powder: A functional ingredient for omega-3 fortification. Powder Technology, 286: 527-537, 2015.

HAUSNER, H. H. Friction conditions in a mass of metal powder. Powder Metall, 3: 7-13, 1967.

IAL - Instituto Adolfo Lutz. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz: Métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 1 ed. digital. São Paulo, SP: IAL. 2008. 1020 p.

JUSTI, P. N. et al. Aspectos tecnológicos na produção de farinha de polpa de pequi. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 12: 775-782, 2017.

LICHTENTHALER H. K. Chlorophylls and carotenoids: pigments of photosynthetic biomembranes. Methods in Enzymology, 148: 349-382, 1987.

MEDEIROS, M. F. D. et al. Escoabilidade de leitos de partículas inertes com polpa de frutas tropicais: efeitos na secagem em leito de jorro secagem em leito de jorro. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 5: 475-480, 2001.

MOURA, N. F.; CHAVES, L. J.; NAVES, R. V. Caracterização física de frutos de pequizeiro (Caryocar brasiliense camb.) do cerrado. Revista Árvore, 7: 905-912, 2013.

OLIVEIRA, M. E. B. et al. Características químicas e físico-químicas de pequis da Chapada do Araripe, Ceará. Revista Brasileira de Fruticultura, 32: 114-125, 2010.

OLIVEIRA, E. N. A. et al. Obtenção e caracterização de margarina convencional e light a base de óleo de pequi. Boletim do Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos, 29: 293-304, 2011.

OLIVEIRA, C. F. D.; PINTO, E. G.; REZENDE, P. L. R. compostos bioativos de extratos de pequi de diferentes regiões do cerrado. Enciclopédia Biosfera, 14: 1799-1813, 2017.

PARK, K. J. B. et al. Considerações termodinâmicas das isotermas. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 10: 83-94, 2008.

PAZ, J. G. et al. Análise da composição nutricional e de parâmetros físico-químicos do pequi (Caryocar brasiliense camb) in natura. Revista Científica Linkania Master, 1: 73-86, 2014.

REIS, A. F.; SCHMIELE, M. Characteristics and potentialities of Savanna fruits in the food industry. Brazilian Journal of Food Technology, 1: 1-12, 2019.

SAIFULLAH, M. et al. Physicochemical and flow properties of fruit powder and their effect on the dissolution of fast dissolving fruit powder tablets. Powder Technology, 301: 396-404, 2016.

SANTHALAKSHMY, S. et al. Effect of inlet temperature on physicochemical properties of spray-dried jamun fruit juice powder. Powder Technology, 274: 37-43, 2015.

SANTOS, D. C. et al. Cinética de secagem de farinha de grãos residuais de urucum. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 17: 223-231, 2013.

SILVA, F. A. S.; AZEVEDO, C. A. V. The Assistat Software Version 7.7 and its use in the analysis of experimental data. African Journal of Agricultural Research, 11: 3733-3740, 2016.

SILVA, N. R. R. N.; SILVA, F. A.; MENDES, N. S. R. Nutritional composition and total phenolic compounds content of pequi pulp (Caryocar brasiliense Cambess.). Journal of Bioenergy and Food Science, 1: 1-10, 2020.

SOUSA, F. C. et al. Parâmetros físicos e físicos - químicos da polpa de pequi. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 6:12-15, 2012.

SOUSA, E. P. et al. Comportamento reológico e efeito da temperatura da polpa de pequi em diferentes concentrações. Brazilian Journal of Food Technology, 17: 226-235, 2014.

SOUSA, E. P. et al. Thermophysical properties of the pequi pulp in different concentrations. Revista Bioscience Journal, 32: 20-28, 2016.

SOUSA, E. P. et al. Mathematical modeling of pequi pulp drying and effective diffusivity determination. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 21: 493-498, 2017.

SOUZA, J. P. et al. Estabilidade de produtos de pequi (Caryocar coriaceum Wittm.) sob congelamento em diferentes tipos de embalagens. Revista Brasileira de Fruticultura, 35: 971-976, 2013.

SOUZA, V. B. et al. Effect of spray drying on the physicochemical properties and color stability of the powdered pigment obtained from vinification byproducts of the Bordo grape (Vitis labrusca). Food and Bioproducts Processing, 93: 39-50, 2015.

TONON, R. V.; BRABET, C.; HUBINGER, M. D. Aplicação da secagem por atomização para a obtenção de produtos funcionais com alto valor agregado a partir do açaí. Inclusão Social, 6: 70-76, 2013.

YUYAMA, L. K. O. et al. Processamento e avaliação da vida-de-prateleira do tucumã (Astrocaryuma culeatum Meyer) desidratado e pulverizado. Revista Ciência e Tecnologia de Alimentos, 28: 408-412, 2008.

Publicado
2021-09-27
Seção
Engenharia de Alimentos