ÁGUA SALINA E ADUBAÇÃO NITROGENADA NA COMPOSIÇÃO FOLIAR E PRODUTIVIDADE DO MILHO

Palavras-chave: Zea mays L. Salinidade. Teores foliares.

Resumo

A ausência de drenagem associada a elevada evapotranspiração e precipitações irregulares contribuem para o acúmulo de sais no solo reduzindo a absorção de nutrientes e a produtividade. O manejo nutricional é importante para que a cultura expresse seu máximo potencial produtivo, sendo o nitrogênio o macronutriente mais requerido pela cultura do milho. Objetivou-se avaliar a produtividade e os teores foliares na cultura do milho sob diferentes recomendações de adubação nitrogenada e estresse salino. O experimento foi conduzido no período de junho a setembro de 2019, na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira em Redenção-CE. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 2 x 3, com 6 repetições, sendo dois níveis de condutividade elétrica (0,3 dS m-1 e 3,0 dS m-1), com três recomendações de adubação nitrogenada (0, 50 e 100% da recomendação). As variáveis analisadas foram massa da espiga com e sem palha, produtividade e os teores foliares de N, P, K, Ca, Mg e Na. A irrigação com água salina, diminui a massa da espiga com e sem palha e a produtividade. As recomendações 50% e 100% de adubação nitrogenada proporcionaram maiores valores de massa da espiga com e sem palha e os teores foliares de N, porém diminuíram os de P. As recomendações de 50% e 100% proporcionam maiores valores de produtividade nas duas águas estudadas (0,3 e 3,0 dS m-1). As recomendações 50% e 100% associadas a irrigação com água salina aumentaram os teores foliares de K, Na, Mg e Ca.

 

Referências

BERNARDO, S. et al. Manual de irrigação. 9. ed. Viçosa, MG: Editora UFV, 2019. 545 p.

CARMO, M. S. et al. Doses e fontes de nitrogênio no desenvolvimento e produtividade da cultura de milho doce (Zea Mays convar. saccharata var. rugosa). Bioscience Journal, 28: 223-231. 2012.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Safra Brasileira de Grãos: Boletim de grãos 2019/2020. 2019. Disponível em: <https://www.conab.gov.br/infoagro/s-afras/graos-/boletim-da-safra-de-graos>. Acesso em: 20 Mai. 2020.

COSTA, A. R. F. C.; MEDEIROS, J. F. Água salina como alternativa para irrigação de sorgo para geração de energia no Nordeste brasileiro. Water Resources and Irrigation Management-WRIM, 6: 169-177, 2017.

COSTA. M. E. et al. Massa seca e teores de nutrientes de plantas de milho sob efeito de águas salinas e biochar. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 13: 672-682, 2018.

DANTAS JUNIOR, E. E. et al. Lâminas de irrigação localizada e adubação potássica na produção de milho verde, em condições semiáridas. Revista Espacios, 37: 1-9, 2016.

DANTAS NETO, J. et al. Teores de macronutrientes em folhas de goiabeira fertirrigada com nitrogênio. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 17: 962–968, 2013.

FEIJÃO, A. R. et al. Efeito da nutrição de nitrato na tolerância de plantas de sorgo sudão à salinidade. Revista Ciência Agronômica, 42: 675-683, 2011.

GOBBO-NETO, L.; LOPES, N. P., Plantas medicinais: fatores de influência no conteúdo de metabólitos secundários. Química Nova, 30: 374-381, 2007.

IBRAHIM, M. E. H et al. Fertilizante nitrogenado reduz o impacto do cloreto de sódio no rendimento de trigo. Agronomy Journal, 110: 1731-1737, 2018.

JAVORSKI, M. et al. Rendimento de sementes de milho em função da adubação foliar com cálcio e boro no estádio fenológico (V6). Revista Cultivando o Saber, 8: 132-142, 2015.

KÖPPEN, W. P. Die klimate der erde: Grundriss der klimakunde. Berlin: Walter de Gruyter & So., 1923. 369 p.

LACERDA, C. F. et al. Salinização do solo e produtividade de milho e feijão caupi em sistema de rotação cultural utilizando águas salinas. Engenharia Agrícola, 31: 663-675, 2011.

LIMA, G. S. et al. Crescimento, teor de sódio, cloro e relação iônica na mamoneira sob estresse salino e adubação nitrogenada. Comunicata Scientiae, 6: 212-223, 2015.

MIYAZAWA, M. et al. Análises químicas de tecido vegetal. In: SILVA, F. C. (Ed.). Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2. ed. Brasília, DF: EMBRAPA, 2009. cap. 1, p. 190-223.

PRADO, R. M. Nutrição de plantas. 1. ed., São Paulo, SP: UNESP, 2008. 407 p.

QUEIROZ, A. M. et al. Avaliação de diferentes fontes e doses de nitrogênio na adubação da cultura do milho (Zea Mays L.). Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 10: 257-266, 2011.

RHOADES, J. D.; KANDIAH, A.; MASHALI, A. M. Uso de águas salinas para produção agrícola. 1. ed. Campo Grande, PB: UFPB, 2000. 117 p. (Estudos FAO. Irrigação e Drenagem, 48).

RODRIGUES, V. S. et al. Produtividade da cultura do milho irrigado com águas salinas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 24: 101-105, 2020.

SANTOS, F. C. et al. Adubação nitrogenada e potássica na nutrição e na extração de macronutrientes pelo sorgo biomassa. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 14: 10-22, 2015.

SILVA, C. S. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2. ed. Brasília, DF: Embrapa Solos, 2009. 627p.

SILVA, F. A. S.; AZEVEDO, C. A. V. The Assistat Software Version 7.7 and its use in the analysis of esperimental data. African Journal of Agricultural Research, 11: 3733-3740, 2016.

SOUSA, A. E. C. et al. Teores de nutrientes foliares e respostas fisiológicas em pinhão manso submetido a estresse salino e adubação fosfatada. Revista Caatinga, 25: 144-152, 2012.

SOUSA, G. G. et al. Nutrição mineral e extração de nutrientes de planta de milho irrigada com água salina. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 14: 1143-1151, 2010.

SOUSA, H. C. et al. Crescimento e trocas gasosas do milho sob estresse salino e doses de nitrogênio. Revista Brasileira de Engenharia agrícola e Ambiental, 25: 174-181, 2021.

TAIZ, L. et al. Fisiologia e desenvolvimento vegetal. 6. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2017. 858 p.

TEIXEIRA, P. C. et al. Manual de Métodos de Análise de Solo, 3. ed., Brasília, DF: Embrapa, 2017. 573 p.

VALDERRAMA, M. et al. Adubação nitrogenada na cultura do milho com ureia revestida por diferentes fontes de polímeros. Semina: Ciências Agrárias, 35: 659-670, 2014.

ZUCARELI, C. et al. Densidade de plantas e adubação nitrogenada em cobertura no desenvolvimento e desempenho produtivo do milho. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 18: 178-191, 2019.

Publicado
2021-12-22
Seção
Engenharia Agrícola