COMPARAÇÃO DA SENSIBILIDADE DO TESTE PARASITO LÓGICO EM LINFONODO, MEDULA ÓSSEA E MUCOSA CONJUNTIVAL PARA O DIAGNÓSTICO DE LEISHMANIOSE EM CÃES

  • Paulo Henrique Braz Doutorando da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul / Docente do Centro Universitário da Grande Dourados
  • Marylisa Aparecida Medeiros de Lima Discente do Centro Universitário da Grande Dourados
  • Jessica Santana Maia Discente do Centro Universitário da Grande Dourados
  • Ketlyn Zanetti Discente do Centro Universitário da Grande Dourados
  • Alisson Santos Reginaldo Discente do Centro Universitário da Grande Dourados

Resumo

A leishmaniose é uma zoonose de grande importância para a saúde pública. Em Mato Grosso do Sul há um crescente aumento nos casos de cães contaminados com a doença. Diante deste fato, é de grande importância que se conheça a sensibilidade de testes parasitológicos para auxiliar na escolha do clínico veterinário. Este trabalho tem como objetivo comparar a sensibilidade dos testes parasitológicos de punção de linfonodo, medula óssea e swab conjuntival. Dentre todas as técnicas, a aspiração de linfonodo demonstrou ser a técnica mais sensível (44% dos casos) para o diagnóstico de leishmaniose em cães. Palavras-chave: Amastigota. Leishmaniose. Parasitologia. Zoonose.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-07-16
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa