Dificuldades no diagnóstico de mixosarcoma de bexiga urinária em cão

  • Paulo Henrique Braz Doutorando em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul / Docente no Centro Universitário da Grande Dourados
  • Antônio Marcelo Quintas Martins Imaginologista no Centro de Especialidades Médico Veterinário (CEMEV)
  • Alda Izabel de Souza Docente na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Resumo

Tumores envolvendo o sistema urinário representam, aproximadamente, 2,4% das neoplasias em cães. Estudos revelam que, embora as neoplasias possam afetar qualquer parte do sistema urinário, o envolvimento da bexiga urinária é incomum e ainespecificidade dos sinais pode comprometer a suspeita inicial e o diagnóstico precoce desse tipo de tumor em cães. Apesar dos avanços na ultrassonografia e na citologia, nas ultimas décadas, algumas imprecisões ainda ocorrem. Esse trabalho descreve o acompanhamento e as dificuldades no diagnóstico de um mixossarcoma vesical raro em um cão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-07-01
Seção
Clinical Reports / Casos Clínicos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor (es)