CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DA COUVE-FLOR EM HIDROPONIA COM ÁGUAS SALOBRAS

Palavras-chave: Brassica oleracea var. botrytis. Cultivo sem solo. Semiárido. Salinidade.

Resumo

O Semiárido brasileiro é historicamente caracterizado pela escassez de recursos hídricos de boa qualidade. Nessa região há uma grande disponibilidade de água de reservas subterrâneas, no entanto, apresentam elevadas concentrações de sais, que as tornam inapropriadas para irrigação da maioria das culturas. Objetivou-se com este estudo avaliar o crescimento, a produção e a tolerância à salinidade de três cultivares de couve-flor em hidroponia NFT (Nutrient Film Technique), submetidas a diferentes condutividades elétricas da solução nutritiva (CEsol) preparadas com águas salinizadas. O experimento foi conduzido em blocos casualizados em parcelas subdivididas, com seis repetições. As plantas foram submetidas a seis níveis de CEsol (1,94 – controle; 3,24; 4,10; 5,04; 5,92 e 7,01 dS m-1) nas parcelas principais, com três cultivares de couve-flor (‘Piracicaba de Verão’, ‘Sabrina’ e ‘SF1758’) nas subparcelas, quando foram cultivadas no mesmo canal hidropônico. Avaliaram-se o crescimento vegetativo, a produção de inflorescências e a tolerância à salinidade das cultivares. De maneira geral, com exceção do número de folhas, largura foliar e as massas de matéria fresca das folhas e da parte aérea, os diferentes níveis de CEsol influenciaram negativamente o crescimento vegetativo e o rendimento das inflorescências das cultivares da couve-flor. As cultivares ‘Piracicaba de Verão’ e ‘Sabrina’ foram consideradas moderadamente sensíveis à salinidade, enquanto a cultivar ‘SF1758’ foi moderadamente tolerante à salinidade.

Referências

ABDELGAWAD, H. et al. High salinity induces different oxidative stress and antioxidant responses in maize seedlings organs. Frontiers in Plant Science, 7: 276, 2016.

ALVARES, C. A. et al. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, 22: 711-728, 2013.

AUGUSTO, L. G. S. et al. O contexto global e nacional frente aos desafios do acesso adequado à água para consumo humano. Ciência & Saúde Coletiva, 17: 1511-1522, 2012.

AYERS, R. S.; WESTCOT, D. W. Water quality for agriculture. Rome: Food and Agriculture Organization of the United Nations, 1985. 188 p. (FAO. Irrigation and Drainage Paper, 29).

BIONE, M. A. A. et al. Crescimento e produção de manjericão em sistema hidropônico NFT sob salinidade. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 18: 1228-1234, 2014.

CRUZ, A. F. S. et al. Stress index, water potentials and leaf succulence in cauliflower cultivated hydroponically with brackish water. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 22: 622-627, 2018.

De PASCALE, S.; MAGGIO, A.; BARBIERI, G. Soil salinization affects growth, yield and mineral composition of cauliflower and broccoli. European Journal of Agronomy, 23: 254-264, 2005.

DIAS, N. S. et al. Produção de melão rendilhado em sistema hidropônico com rejeito da dessalinização de água em solução nutritiva. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 14: 755-761, 2010.

DING, X. et al. Electrical conductivity of nutrient solution influenced photosynthesis, quality, and antioxidant enzyme activity of pakchoi (Brassica campestris L. ssp. Chinensis) in a hydroponic system. Plos One, 13: e0202090, 2018.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35: 1039-1042, 2011.

FREITAS, W. E. S. et al. Sulfur-induced salinity tolerance in lettuce is due to a better P and K uptake, lower Na/K ratio and an efficient antioxidative defense system. Scientia Horticulturae, 257: 108764, 2019.

FURLANI, P. R. et al. Cultivo hidropônico de plantas. Campinas, SP: IAC, 1999. 52 p. (Boletim Técnico, 180).

GIUFFRIDA, F. et al. Effects of NaCl salinity on yield, quality and mineral composition of broccoli and cauliflower. Acta Horticulturae, 1005: 531-536, 2013.

GIUFFRIDA, F. et al. Cultivation under salt stress conditions influences postharvest quality and glucosinolates content of fresh-cut cauliflower. Scientia Horticulturae, 236: 166-174, 2018.

GIUFFRIDA, F. et al. Effects of salt stress imposed during two growth phases on cauliflower production and quality. Journal of the Science of Food and Agriculture, 97: 1552-1560, 2017.

GOMES, J. W. S. et al. Crescimento e produção de tomate cereja em sistema hidropônico com rejeito de dessalinização. Revista Ciência Agronômica, 42: 850-856, 2011.

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA - INMET. Dados históricos anuais. Disponível em: <https://portal.inmet.gov.br/dadoshistoricos>. Acesso em: 19 set. 2019.

JOUYBAN, Z. The effects of salt stress on plant growth. Technical Journal of Engineering and Applied Sciences, 2: 7-10, 2012.

LIRA, R. M. et al. Production, water consumption and nutrient content of Chinese cabbage grown hydroponically in brackish water. Revista Ciência Agronômica, 46: 497-505, 2015.

MAAS, E. V.; HOFFMAN, G. J. Crop salt tolerance–current assessment. Journal of the Irrigation and Drainage Division, 103: 115-134, 1977.

MAGGIO, A. et al. Physiological response of field-grown cabbage to salinity and drought stress. European Journal of Agronomy, 23: 57-67, 2005.

MARCOLINI, M. W.; CECÍLIO FILHO, A. B.; BARBOSA, J. C. Equações de regressão para a estimativa da área foliar de couve-folha. Científica, 33: 192-198, 2005.

MAY, A. et al. A cultura da couve-flor. Campinas, SP: IAC, 2007. 36 p. (Série Tecnologia APTA. Boletim Técnico, 200).

MODESTO, F. J. N. et al. Crescimento, produção e consumo hídrico do quiabeiro submetido à salinidade em condições hidropônicas. Irriga, 24: 86-97, 2019.

MUNNS, R. Comparative physiology of salt and water stress. Plant, Cell & Environment, 25: 239-250, 2002.

MUNNS, R; TESTER, M. Mechanisms of salinity tolerance. Annual Reviews of Plant Biology, 59: 651-681, 2008.

NEUMANN, P. Salinity resistance and plant growth revisited. Plant, Cell & Environment, 20: 1193-1198, 1997.

NOBRE, R. G. et al. Crescimento e floração do girassol sob estresse salino e adubação nitrogenada. Revista Ciência Agronômica, 41: 358-365, 2010.

PROGRAMA HORTI & FRUTI. Normas de identidade, padronização e classificação da couve-flor (Brassica oleracea L. var. botrytis L.) para o programa brasileiro para a melhoria dos padrões comerciais e embalagens de hortigranjeiros. Disponível em: <http://www.hortibrasil.org.br/classificacao/couveflor/arquivos/norma.htm>. Acesso em: 13 out. 2019.

RODRIGUES, L. R. F. Técnicas de cultivo hidropônico e de controle ambiental no manejo de pragas, doenças e nutrição vegetal em ambiente protegido. Jaboticabal, SP: FUNEP, 2002. 762 p.

RAHNAMA, A. et al. Stomatal conductance as a screen for osmotic stress tolerance in durum wheat growing in saline soil. Functional Plant Biology, 37: 255-263, 2010.

SANOUBAR, R. et al. Salinity thresholds and genotypic variability of cabbage (Brassica oleracea L.) grown under saline stress. Journal of the Science of Food and Agriculture, 96: 319-330, 2016.

SCHIATTONE, M. I. et al. Water use and crop performance of two wild rocket genotypes under salinity conditions. Agricultural Water Management, 194: 214-221, 2017.

SOARES, H. R. et al. Salinity and flow rates of nutrient solution on cauliflower biometrics in NFT hydroponic system. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 24: 258-265, 2020.

SOARES, T. M. et al. Experimental structure for evaluation of saline water use in lettuce hydroponic production. Irriga, 14: 102-114, 2009.

SOARES, T. M. et al. Combinação de águas doce e salobra para produção de alface hidropônica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 14: 705-714, 2010.

TAVAKKOLI, E.; RENGASAMY, P.; MCDONALD, G. K. The response of barley to salinity stress differs between hydroponic and soil systems. Functional Plant Biology, 37: 621-633, 2010.

WAN, S. et al. Effect of saline water on cucumber (Cucumis sativus L.) yield and water use under drip irrigation in North China. Agricultural Water Management, 98: 105-113, 2010.

Publicado
2020-10-22
Seção
Engenharia Agrícola