Teatro nordestino

uma invenção da invenção

  • Francisco Geraldo de Magela Lima Filho Centro Universitário 7 de Setembro
Palavras-chave: Nordeste, Teatro, História, Identidade, Cultura popular, Brazilian northeast, Theater, History, Identity, Popular culture

Resumo

Português

Bastante atuante entre os anos de 1946 e 1952 na cidade do Recife, tendo à frente o dramaturgo e diretor Hermilo Borba Filho, o Teatro do Estudante de Pernambuco (TEP) representa um marco no panorama do moderno teatro brasileiro, na medida em que reorganiza os limites da cena nacional. O TEP propõe um teatro de base profissional capaz de se aproximar do universo dos folguedos populares da região, que, em última análise, passariam a significar o exato espírito de um teatro genuinamente nordestino. Neste artigo, de caráter historiográfico, o desenrolar dessa poética é reconstituído e problematizado, a partir de uma revisão bibliográfica, para demonstrar como se articulam o processo de formação simbólica do Nordeste na cartografia recente do país e o processo de desenvolvimento de uma teatralidade capaz de abarcar os valores e as gentes escolhidas para formatar a visibilidade e a dizibilidade desse recorte emergente de Brasil.
Palavras-chave: Nordeste. Teatro. História. Identidade. Cultura popular.

Inglês

So active between 1946 and 1952 in the city of Recife, with the playwright and director Hermilo Borba Filho as head of the Teatro do Estudante de Pernambuco (TEP), the group represents a landmark in the panorama of Brazilian modern theater, as far as it reorganizes the limits of the national stage. The TEP proposes a professional-based theater capable of approaching the universe of popular folk of the region, which, in the final analysis, would mean the exact spirit of a genuinely Brazilian northeastern theater. In this historiographical article, the development of this poetics is reconstituted and problematized, based on a bibliographical review, to demonstrate how the process of symbolic formation of the Brazilian northeast is articulated in the recent cartography of the country and the process of developing a theatricality capable of embracing the values and people chosen to shape the visibility and the readability of this emerging cut of Brazil.
Keywords: Brazilian northeast. Theater. History. Identity. Popular culture.

Biografia do Autor

Francisco Geraldo de Magela Lima Filho, Centro Universitário 7 de Setembro

Doutorado em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor do Curso de Jornalismo da Centro Universitário 7 de setembro (UNI7).

Publicado
2019-12-27
Como Citar
Lima Filho, F. G. de M. (2019). Teatro nordestino: uma invenção da invenção. Revista Informação Em Cultura, 1(2), p. 43-53. https://doi.org/10.21708/issn2674-6549.v1i2a8429.2019
Seção
ARTIGO CIENTÍFICO