A juridificação reativa dos Direitos sexuais e reprodutivos no Brasil

Autores

  • Clarindo Epaminondas de Sá Neto Universidade Federal de Santa Catarina
  • Tayná Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.21708/issn2526-9488.v5.n10.p179-193.2021

Resumo

Os movimentos neoconservadores expandiram na última década no cenário político brasileiro; contrários às pautas de diversidade, direitos sexuais e reprodutivos, encontraram no campo do Direito mais um espaço para disputar narrativas acerca dos dogmas religiosos que estreitam as possibilidades de gênero e sexualidade livres. Nesse passo, a disseminação da lógica neoliberal – que reestrutura o Estado e facilita o neoconservadorismo a se cristalizar, está imbricado com este. Para além da instrumentalização comum, a juridificação reativa é utilizada estrategicamente para sustentar visões essencialistas dos direitos sexuais e reprodutivos. As feminilidades titulares desses direitos, por sua vez, tensionam com os sistemas excludentes, encontram dificuldades diversas a depender de seus marcadores sociais (sexo, raça, orientação sexual etc), motivo pelo qual as indagações se repetem, constituindo-se a problemática a ser tratada nesse artigo. Utiliza-se, para estudar esse problema, o método de abordagem indutivo; o método de procedimento é o monográfico; e a técnica de pesquisa é a bibliográfica. Como resultados concluiu-se que os neoconservadores empreendem certa cultura da morte, com suas narrativas que contribuem para o extermínio de mulheres todos os dias, silenciando-as de inúmeras formas, sobremaneira pelo viés institucional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarindo Epaminondas de Sá Neto, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Direito (UFSC). Mestre em Direito (UFRN). Professor Adjunto I do Centro de Ciências Jurídicas da Universidade Federal de Santa Catarina. Professor do Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado do PPGD fa UFSC. Advogado.

Tayná Ferreira

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Direito pela UFSC. Pós-graduanda em Direito Digital e Compliance pela Damásio Educacional. Bacharel em Direito pela UNIVALI. Advogada. Bolsista PROEX-CAPES.

Publicado

2022-02-22